sábado, 5 de dezembro de 2009

Considerações Finais

Depois de todas as pesquisas, observações e discussões, posso afirmar que aprendi com este projeto questões que não se restringem aos jogos educacionais, mas também as ferramentas tecnológicas, como o blog e o Orkut. Porém, seguindo a discussão sobre “Jogos Educacionais na Educação Infantil” e buscando teorizações para sair do sendo comum, pude perceber a motivação, a curiosidade e o desafio que os jogos proporcionam para a aprendizagem não apenas das crianças, mas para todos aqueles que desejam aprender com eles.
Penso que é evidente a relação que as crianças têm com computadores, jogos digitais, videogame e celulares, pois o mundo ao seu redor está a utilizando de maneira tão natural que elas sentem curiosidade de manipular tais objetos, fazendo isto sem medo e encarando como um desafio, tornando a aprendizagem mais rápida e significativa.
Os benefícios gerados pela interação da criança com os jogos digitais vão além da motivação e o envolvimento efetivo na aprendizagem, pois esta versão tecnológica do brincar também atinge o lado cognitivo infantil, em que, dependendo do jogo utilizado, desenvolve-se o raciocínio lógico, a autonomia, a noção de estratégia, a motricidade e o vocabulário. Em nossas pesquisas e entrevistas, foram citadas a aprendizagem de regras e a troca de informações pelo grupo de jogadores.
Penso ser se suma importância também a aprendizagem dos professores em relação às novas tecnologias, para que nós percebamos o quanto é interessante e significante estar em contato com equipamentos que aos poucos vão se tornando prioridades para a vida moderna. Um dos primeiros passos para que eu enquanto docente perceba a importância dos jogos digitais é o que nosso grupo realizou até agora: uma pesquisa que procura perceber o aluno neste contexto digital e discussões sobre a importância dos professores se inserirem neste processo de maneira crítica e reflexiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário